Juliano Montaño

Precisamos de mais do que 3Rs?

Precisamos de mais do que 3Rs?

5 minutos A criação dos famosos 3Rs da sustentabilidade é atribuída à Conferência das Nações Unidas sobre Meio Ambiente e desenvolvimento, em 1992. Com o tempo e com a popularização do tema, as pessoas começaram a adicionar Rs aos 3Rs originais. Mas será que isto realmente ajuda? Vamos debater! OS 3Rs ORIGINAIS “21.5.Em consequência, a estrutura da ação necessária deve apoiar-se em uma hierarquia de objetivos e centrar-se nas quatro principais áreas de programas relacionadas com os resíduos, a saber: (a) Redução ao mínimo Continue lendo

MAIS 10 ideias sustentáveis aplicáveis a qualquer empresa

MAIS 10 ideias sustentáveis aplicáveis a qualquer empresa

9 minutos Devido ao sucesso de nosso artigo com 10 ideias sustentáveis aplicáveis a qualquer empresa, hoje vamos apresentar MAIS 10 ideias sustentáveis para que você aplique em sua empresa! 1- COLETORES CENTRALIZADOS A coleta seletiva é um processo que depende da cooperação de todos. Infelizmente, por comodidade, é muito comum chegar a uma sala e ver cada mesa com um coletor individual. Coletores individualizados não são a melhor opção para a coleta seletiva porque dificultam a coleta pelo pessoal de limpeza e exigem Continue lendo

Sistema de Gestão – 5 confusões de conceito que muita gente faz

Sistema de Gestão – 5 confusões de conceito que muita gente faz

3 minutos Muitas vezes as pessoas que começam a adotar as normas possuem dificuldades em interpretar ou mesmo utilizar alguns conceitos. O famoso “normês” nem sempre é fácil de entender e muitos confundem alguns termos com outros, o que pode prejudicar a implementação do sistema. Neste artigo nós vamos apresentar 5 diferenças entre conceitos adotados em SGI (com exemplos de aplicação) que são muito comuns de se confundir.   NECESSIDADES DE PARTES INTERESSADAS x EXPECTATIVAS DE PARTES INTERESSADAS Necessidades – é tudo aquilo que Continue lendo

A3P – Agenda Ambiental na Administração Pública

A3P – Agenda Ambiental na Administração Pública

6 minutos Em março de 2016, o IBOPE realizou uma pesquisa pública sobre assuntos políticos administrativos e os resultados mostram que o brasileiro não enxerga o serviço público com bons olhos. Apesar de tudo, existem iniciativas públicas muito importantes voltadas para a sustentabilidade. Uma delas é a Agenda Ambiental na Administração Pública, mais conhecida por A3P. Neste artigo nós vamos falar sobre este programa, e como um órgão público pode aderir a ele.   A A3P “A Administração Pública, como grande consumidora de bens Continue lendo

Relação entre aspecto e impacto ambiental e perigo e risco

Relação entre aspecto e impacto ambiental e perigo e risco

3 minutos Em nosso artigo sobre levantamento de aspectos e impactos ambientais, nós sugerimos que haja uma integração deste processo com a Análise Preliminar de Riscos, pois eles são bem similares. Se você não o leu, dê uma conferida: Este procedimento tem como objetivo facilitar a divulgação das informações levantadas, diminuir a quantidade de documentos para controle e otimizar a compreensão das informações por parte dos funcionários. Mas você sabe exatamente como fazer isso? Neste artigo vamos facilitar a sua vida e esclarecer como Continue lendo

Sistema de Gestão – 5 motivos para ser (ou não ser) certificado

Sistema de Gestão – 5 motivos para ser (ou não ser) certificado

4 minutos Ser ou não ser, essa é a questão: será mais nobre suportar na mente as flechadas da trágica fortuna, ou tomar armas contra um mar de obstáculos e, enfrentando-os, vencer? Hamlet   Toda empresa possui obrigações legais a serem cumpridas e, muitas delas, buscam implantar um sistema para sua gestão. Seguir uma norma, como a ISO 9.001 ou a ISO 14.001, é um excelente caminho para isto. Mas surge uma questão: se eu quero implantar um sistema de gestão, eu preciso da Continue lendo

FDSR – Ficha com Dados de Segurança do Resíduo Químico

FDSR – Ficha com Dados de Segurança do Resíduo Químico

8 minutos Os resíduos classe I possuem características que inviabilizam o seu descarte em aterros. Estas características muitas vezes são conferidas pela presença de produtos químicos ou traços destes. O descarte destes resíduos possui diversas regras estabelecidas e uma delas é o porte da Ficha com Dados de Segurança de Resíduos Químicos (FDSR). Neste artigo nós vamos defini-la e fornecer diretrizes para elaborá-la.   O QUE É A FDSR? A FDSR, à semelhança da FISPQ, é como um “manual de instruções” dos resíduos químicos. Continue lendo

Principais parâmetros de análise de efluentes para lançamento em corpos d’água

Principais parâmetros de análise de efluentes para lançamento em corpos d’água

9 minutos Muitas empresas possuem, como resultado de seus processos, efluentes que devem ser destinados de alguma maneira. Aquelas que não encontram soluções ecológica e economicamente mais adequadas (como a simbiose industrial), optam pelo descarte deste efluente em corpos d’água. Porém, existem parâmetros que devem ser atendidos para que o lançamento dos efluentes seja efetuado e a evidência de que estes parâmetros são realmente atendidos é obtida através de análises. Nós vamos apresentar os principais parâmetros de análise de efluentes, explicando seu significado e Continue lendo

Nova seção: Profissional de Valor

Nova seção: Profissional de Valor

1 minuto Em muitos canais de comunicação de SMS vemos fotos ou relatos de situações erradas, atos inseguros, gambiarras bizarras, muitas vezes com uma conotação cômica. Nós mesmos já postamos algumas imagens deste tipo na nossa página do Facebook. Com certeza você já deve conhecer esta famosa imagem abaixo ou outras tão famosas quanto. É muito fácil e natural apontar erros. Mas é raro reconhecer os acertos de um profissional. Por isso o AmbienteSST está criando hoje uma nova seção no site, chamada “Profissional Continue lendo

Monitoramento de fumaça preta

Monitoramento de fumaça preta

10 minutos Emissões atmosféricas são um dos aspectos ambientais mais negligenciados quanto ao controle, pois muitas vezes são de difícil detecção e seus impactos associados nem sempre são imediatamente perceptíveis. Porém, os efeitos de um ar impuro ao organismo podem ser catastróficos. Neste artigo vamos falar sobre o monitoramento de fumaça preta, por que e como realizá-lo.   POR QUE MONITORAR A FUMAÇA PRETA? A fumaça emitida por um veículo ou equipamento é o resultado da combustão do combustível no motor, ou seja, da Continue lendo