Extintores – Sistema de Proteção e Combate a Incêndio

Tempo de leitura: 6 minutos

Vimos no artigo de Sistemas de Segurança contra Incêndio e Pânico que os Sistemas Portáteis e Transportáveis de combate a incêndio são representados por extintores.

Hoje vamos falar sobre extintores, equipamentos integrantes do Sistema de Prevenção e Combate a Incêndio essenciais nas maioria das edificações.

Se você tem interesse de aprender um pouco mais sobre este assunto, acompanhe este artigo até o final.

SISTEMA DE PROTEÇÃO CONTRA INCÊNDIO POR EXTINTORES

Os sistemas portáteis e transportáveis são compostos basicamente por extintores de incêndios manuais ou extintores de incêndios sobre rodas.

Os extintores de incêndio são dispositivos com a finalidade de combater princípios de incêndio.

Projetar um sistema de extintores portáteis consiste em selecionar corretamente o tipo, a quantidade e a localização dos extintores necessários para se combater os princípios de incêndio. Essa seleção é baseada em fatores como:

  • Classe de Risco da edificação
  • Classe ou natureza do fogo
  • O agente extintor
  • A capacidade extintora do equipamento
  • A distância máxima percorrida.

Vamos falar de cada um dos fatores.

CLASSE DE RISCO DA EDIFICAÇÃO

A classe de risco da edificação é determinado pela Tarifa de Seguro de Incêndio do Brasil (TSIB) e pode ser:

Classe A - risco pequeno

Classe B- Risco médio

Classe C - Risco grande

Essa classificação você encontra na TSIB seguindo os passos:

Passo 1- Encontra a rubrica associada ocupação do risco

Passo 2 - Encontra a classe de ocupação daquela rubrica ( classe de ocupação pode ser de 1 a 13)

Extintores - TSIB

Passo 3 - Determina a Classe de Risco segundo tabela abaixo.

extintores classe de risco ocupação

>>>>>Para baixar as tabelas da TSIB, clique aqui. <<<<<<<<<

CLASSE OU NATUREZA DO FOGO

A classe ou natureza do fogo é definida em função do material combustível. Ela está compreendida em uma das 4 classes abaixo:

  • Classe A: fogo envolvendo materiais combustíveis sólidos, tais como madeiras, tecidos, papéis, borrachas, plásticos termoestáveis e outras fibras orgânicas, que queimam em superfície e profundidade, deixando resíduos;

  • Classe B:   fogo envolvendo líquidos e/ou gases inflamáveis ou combustíveis, plásticos e graxas que se liquefazem por ação do calor e queimam somente em superfície;

  • Classe C: fogo envolvendo equipamentos e instalações elétricas energizados;

  • Classe D: fogo em metais combustíveis, tais como magnésio, titânio, zircônio, sódio, potássio e lítio

Para cada classe de fogo há um ou mais agentes extintores indicados para serem usados no combate do princípio de incêndio. No próximo tópico, você vai aprender quais são os agentes extintores e a quais classes de fogo eles são mais indicados.

AGENTE EXTINTOR

O agente extintor é a substância utilizada para extinção do fogo, ou seja, é o conteúdo do extintor de incêndio. Para cada classe de fogo há agentes extintores mais adequados. Entre os agentes extintores há:

  • água
  • pó químico B/C
  • pó químico A/B/C
  • pó químico D
  • Gás Carbônico
  • Espuma Química
  • Espuma Mecânica
  • Carga líquida
  • Soda ácido
  • hidrocarbonetos halogenados

Na figura abaixo você pode ver para qual classe de fogo os agentes extintores são mais adequados.

CAPACIDADE EXTINTORA DO EQUIPAMENTO

A capacidade extintora do equipamento é a medida do poder de extinção de fogo de um extintor medida em ensaios laboratoriais.

DISTÂNCIA MÁXIMA PERCORRIDA

A depender da Classe de fogo a que se vai combater, há uma distância máxima percorrida. Para extintores de combate a fogo Classe A, a distância máxima percorrida é de 20 metros. Isso quer dizer que uma pessoa em uma edificação não pode percorrer mais de 20 metros para encontrar um extintor disponível para uso.

No caso de extintores de combate a fogo Classe B esta distância máxima percorrida é de 15 metros.

ONDE COLOCAR OS EXTINTORES?

Os extintores podem ficar fixados em paredes ou colunas a uma altura em que a alça de manuseio fique igual ou inferior a 1,60m. Não deve ficar em contato direto com o piso. Nesses casos, é recomendável o uso de suporte, como apresentado abaixo.

extintores suporte

O arranjo físico dos extintores deve respeitar os seguintes critérios:

  • Estar em local de menor probabilidade do fogo bloquear seu acesso
  • Estar visível a todos os usuários
  • Estar protegido contra intempéries
  • Estar com a passagem de acesso desobstruída
  • Estar junto ao acesso dos riscos
  • Não estar em escadas

EXTINTORES - O QUE INSPECIONAR E COM QUE FREQUÊNCIA?

As inspeções devem ocorrer para certificar-se que os extintores estão em condições originais de operação. Os elementos que devem ser inspecionados são:

  • Lacre
  • Quadro de Instruções
  • Componentes ( Mangueira de descarga, mangotinho, bocal de descarga, sistemas de rodagem, transporte ou acionamento)
  • Validade da carga
  • Carga do extintor
  • Gravações originais de fabricação
  • Data de Ensaio Hidrostático

As inspeções dos extintores devem ocorrer de 6 em 6 meses para extintores de gás carbônico (CO2), e de 12 em 12 meses para os demais extintores.

A partir das inspeções é possível verificar a necessidade da realização de manutenções que podem ser de 1°, 2° ou 3° níveis.

EXTINTORES - MANUTENÇÃO

A manutenção pode ser de 3 níveis diferentes:

Manutenção de 1° Nível:  pode ser feita no próprio local da inspeção. São serviços como limpeza de componentes aparentes, reapertos, colocação de quadro de instruções, conferência de peso dos cilindros de CO2.  

Manutenção de 2° nível: requer a execução de serviços com equipamentos e local apropriado. São serviços que demandam desmonte completo do extintor, verificação de carga, limpeza de todos os componentes, verificação das partes internas e externas quanto à existência de corrosão, substituição de componentes, substituição de válvulas, fixação de componentes, pintura, colocação de lacre.

Manutenção de 3°nível: requer normas técnicas específicas para execução.

As informações deste artigo tiveram como referência as normas técnicas NBRs 12693 e NBR 12962.

Nos casos em que os extintores são condenados e precisam ser descartados, deve seguir as orientações presentes no artigo: Como descartar extintores e seus componentes? Acesse aqui. 

Chegamos ao final de mais um artigo.

  • Deixe seus comentários. Pode ser um elogio ou crítica. Sua participação é importante para nós.
  • Compartilhe com seus amigos através das redes sociais.
  • Cadastre-se em nossa lista de emails para receber as novidades de nosso blog.

 

2 Comentários


  1. Ótimo! Aprendi com utilidades com fatores e classe dos extintores. Obrigado!

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *